15 de janeiro de 2018

Desenvolvendo a mansidão

14:55

Como costumamos reagir às situações de conflito que nos sobrevém? Qual a nossa reação diante das críticas, afrontas e desconsideração dos nossos semelhantes? E ainda, o que fazemos quando sofremos injustamente? Somos tendenciosas a responder a todas estas perguntas de forma unânime, ou seja, com amargura, ira e descontentamento. Porque temos uma natureza pecaminosa, que se rebela em agir de maneira contrária ao que recebemos; é o pagar com a mesma moeda, é o não desejar bem a quem algum dia nos fez mal.

8 de janeiro de 2018

Comprometa-se com o plano de Deus para sua vida

09:34

“O coração do homem planeja o seu caminho, mas o Senhor lhe dirige os passos.” Provérbios 16.9

Com o despertar de um novo ano floresce um novo começo. Novas metas são traçadas, novas estratégias serão abordadas, novos planos serão projetados, novos sonhos são sonhados, e novos desejos farfalham nos corações prontos a serem emersos, de modo desinibido, nas peripécias vindas com esse novo ano. Enfim, com o desabrochar de um novo ano aflora um futuro com novas promessas. Dessa maneira, para que nossos planos sejam realizados estipulamos prazos e metas a serem batidas, abrimos mão do conforto e nos colocamos na linha de frente, fixamos o olhar no alvo e partimos para galgar tão grande vitória que será a realização desses sonhos. Todavia, em algum momento de nossas vidas, surge uma pergunta que pode abalar a realização desses sonhos, eis a indagação: “Você orou procurando saber qual o plano de Deus para sua vida?”

1 de janeiro de 2018

Um dia, eu…

21:21

Quando foi a última vez que você pensou “um dia, eu…” antes de preencher a lacuna com uma meta para seu futuro?

Talvez uma dessas situações seja o seu caso:

– Um dia, eu terei um emprego do qual eu realmente goste.

– Um dia, eu conseguirei entrar em forma.

– Um dia, eu voltarei para a faculdade e conseguirei meu diploma.

– Um dia, eu livrarei nossa família das dívidas.

– Um dia, eu encontrarei aquela pessoa especial e me casarei com ela.

– Um dia, eu vou me juntar a uma boa igreja, na qual eu consiga me encaixar.

– Um dia, comprarei uma casa confortável para nossa família.

Pensando sobre isso, percebi que, com mais frequência do que gostaríamos, dizemos “um dia, eu…” com pessimismo em vez de esperança. Essa expressão se torna mais uma resignação fatalista frente à morte de um sonho do que uma expectativa confiante sobre o futuro.

“Um dia” é uma maneira de colocarmos em palavras algo que gostaríamos que acontecesse, mas que, lá no fundo, achamos que não acontecerá. Tal qual um comprimido ou um exercício terapêutico, a expressão “um dia” torna-se apenas um truque mental que usamos para que nosso coração insatisfeito sobreviva a mais um dia frustrante.

A razão pela qual nossas frases que começam com “um dia” são mais fatalistas do que esperançosas é o fato de que, em nossos momentos de sanidade, sabemos que não temos o poder e o domínio sobre nossas vidas para garantir a realização dos nossos sonhos. Também sabemos que estamos colhendo os frutos das más escolhas já semeadas, que nos levaram até onde estamos.

Mas há uma situação na Bíblia na qual a ideia de “um dia” está carregada de otimismo e promessa. Davi a escreveu no Salmo 27:13 e ela está repetida no Salmo 116:9: “apesar disso, esta certeza eu tenho: viverei até ver a bondade do Senhor na terra”.

Por que este “um dia” é cheio de confiança? Porque o autor dessa frase a escreveu como uma declaração de identidade.

O autor desse “um dia” é um filho do Deus de Israel. É um dos eleitos de Deus, alvo do amor divino e possuidor das promessas eternas. O Deus que é pai desse autor é Aquele de poder imensurável, sabedoria inescrutável, soberania inconcebível, verdade imaculada e graça abundante.

O Deus dele não é apenas a definição do que é bom; Ele também tem o poder e o controle para garantir que todas as boas promessas que fez aos seus filhos sejam cumpridas. Ele tem o controle absoluto de cada lugar, circunstância, indivíduo, força da natureza, instituição e relacionamento.

E sabe o que é ainda mais maravilhoso? Esse Deus do salmista é o seu Deus também! Como um cristão, você pode crer, como Davi creu, que você, um dia, verá a bondade do Senhor na terra.

Não, você nem sempre vai entender o que Ele faz, e você será tentado a pensar que Ele perdeu o controle, ou que está atrasado em agir. Mas quanto mais você confia sua vida a ele, mais você experimentará sua graça e fidelidade, vez após vez.

O que Deus diz vai se cumprir. O que Deus promete se torna real. A palavra dele é confiável, porque, em sua graça, ele quer nos abençoar, e ele é poderoso para cumprir tudo o que prometeu.

Confiar em Deus é um investimento no presente, visando um futuro garantido. Quando você mantém as promessas dele em vista, você vive com confiança, coragem e esperança inabaláveis.


Paul Tripp
Original em PaulTripp.com
Tradução: TodahElohim.com

25 de dezembro de 2017

Servas como Maria

21:49


A mulher escolhida para ser a mãe do nosso Salvador residia em uma cidadezinha da Galileia chamada Nazaré. Era Maria, uma camponesa comum à época em que vivia. A grande expectativa das mulheres de vários séculos se concretizou na vida dela - ser a mãe do Messias que seria enviado por Deus, conforme era previsto pelos profetas.

18 de dezembro de 2017

Não desista de sonhar

22:36

Comumente em todo final de ano fazermos uma retrospectiva dos acontecimentos que vivenciamos durante o ano, enfocamos nos planos traçados, nos recursos delimitados e nos objetivos especificados, e por fim, nos alegramos quando conseguimos lograr êxito. É exatamente nesses momentos que vislumbramos os nossos sonhos sendo depositados em uma determinada meta a serem alcançados. Um dos prazeres de inigualável valor é realizar um sonho, melhor ainda quando ele é concretizado em curto praz! Sonhar é viver. Quem não sonha desiste de viver a cada respiração. Quem não alimenta sonhos no coração é como um barco à deri­va, sem rumo. Você precisa ter um alvo para seguir, uma causa pela qual está disposto a viver e morrer. Não pode­mos desistir dos nossos sonhos pelo fato de que esperar é enfadonho e de difícil concretização.

11 de dezembro de 2017

“Sorri diante do futuro”

16:55

O texto mais conhecido do livro de Eclesiastes provavelmente é o que se encontra no capítulo 3:1-8; que aborda a relação do tempo com vários eventos da vida. O texto começa dizendo: