22 de maio de 2017

Série: Perguntas nos Salmos: “Onde está o teu Deus?”


A vida tem seus altos e baixos, ninguém fica todo o tempo no topo. Uma hora ou outra as posições mudam, temos de descer aos vales e passar pelo que os Puritanos chamavam de “a noite escura da alma”, expressão usada para se referir aos períodos de abatimento espiritual.

15 de maio de 2017

A palavra de afeição



E junto à cruz de Jesus estava sua mãe, e a irmã de sua mãe, Maria de Cleofas, e Maria Madalena. Ora Jesus, vendo ali sua mãe, e que o discípulo a quem ele amava estava presente, disse a sua mãe: Mulher, eis aí o teu filho. (João 19. 25,26)

8 de maio de 2017

O que significa amar ao cônjuge biblicamente?


A Bíblia nos eleva a um alto e diferenciado entendimento do que significa o amor. Assim como as palavras tendem a perder a grandeza do significado pelo seu frequente uso, assim a palavra amor já não soa mais em consonância com a grandeza do que ela realmente significa, e inclusive, ela há muito já perdeu o seu significado em nosso próprio entendimento. O falso idealismo do amor que existe em nossa era contribui para essa equivocada percepção, pois estamos envoltas em um mundo que reduz o amor aos sentimentos, às afeições por um outro alguém. Se você sente, então você ama. Se você deixou de sentir, é porque não ama mais. E dessa forma, o amor nos relacionamentos se torna sinônimo de romance e do estar apaixonado.

1 de maio de 2017

O serviço e a melhor parte – aprendendo com Marta e Maria


"Caminhando Jesus e os seus discípulos, chegaram a um povoado, onde certa mulher chamada Marta o recebeu em sua casa. Maria, sua irmã, ficou sentada aos pés do Senhor, ouvindo-lhe a palavra. Marta, porém, estava ocupada com muito serviço. E, aproximando-se dele, perguntou: "Senhor, não te importas que minha irmã tenha me deixado sozinha com o serviço? Dize-lhe que me ajude! "Respondeu o Senhor: "Marta! Marta! Você está preocupada e inquieta com muitas coisas; todavia apenas uma é necessária. Maria escolheu a boa parte, e esta não lhe será tirada". (Lucas 10:38-42)

24 de abril de 2017

Como combater o orgulho?



Vivemos em um mundo onde somos instigadas continuamente a almejar os grandes títulos, o sucesso, o reconhecimento e a sermos promovidas. Gostamos disso! Gostamos de ser vistas e reconhecidas pelos outros, de nos sentirmos importantes, e desejamos intrinsecamente que percebam o quanto somos bem-sucedidas em tudo. É natural do ser humano ser assim, pois dentro dele existe uma essência vaidosa, um orgulho por natureza. Todos nós somos orgulhosos. Aliás, nascemos orgulhosos! A grande importância que damos a nós mesmos, aos nossos sentimentos, desejos e vontades, já é suficiente para refletirmos um pouco do quanto nos autoconsideramos, e esse muito pensar em nós mesmos nos faz presunçosas, anelantes de reconhecimento. Sendo assim, estamos sempre como que andando em um lugar escorregadio, correndo o risco de anelarmos o prestígio e a glória que pertencem a apenas um Ser que é digno: Deus.

17 de abril de 2017

Aperfeiçoa-me, ó Deus, na alegria da tua graça


Na epístola aos Efésios, o apóstolo Paulo declara que a salvação é por meio da Graça de Deus, mediante a fé no Senhor Jesus Cristo e não vem de obras (Efésios 2.8). Dito isto, “graça” significa favor imerecido ou favor dado sem que seja ganho por esforço algum. Assim, somos indignos e não podemos trabalhar por ela, pois, graça depende exclusivamente da vontade de Deus, é um dom do Senhor (Efésios 2.8). Portanto, o Deus soberano nos elegeu nEle, antes da fundação do mundo e nos predestinou para sermos santos e irrepreensíveis assim como Ele é (Efésios 1.4-5) a sua graça foi dada de modo gratuito e incondicional (Efésios1. 6) tornando-se, assim uma certeza maravilhosa da redenção que há no sangue do Cordeiro imaculado segundo a riqueza de sua graça.

Poderá gostar também

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...