16 de maio de 2016

Pode a esposa cristã trabalhar fora?


Como mulheres do século XXI, estamos envoltas em uma liberdade que era desconhecida por nossas antepassadas. O avanço feminino é notório, e até assombroso, quando comparamos estas duas formas de vida. A atual trouxe consigo novos desafios e oportunidades à mulher cristã, bem como dúvidas sobre como ela deve reagir quanto a isso. Uma possível dúvida é quanto ao exercício de uma profissão – pode ela trabalhar? E no caso de ela ser esposa, mãe e profissional, como lidar com esses diversos papéis?

Nós não podemos ditar uma única forma de vida a todas as situações específicas que existem, mas podemos encaminhar as nossas situações específicas à perfeita vontade de Deus - que é atemporal, imutável e acima de todas elas. Esta vontade nos está revelada nas Sagradas Escrituras. De antemão, elas não proíbem a mulher de trabalhar fora, e até citam exemplos de algumas que trabalharam, ainda que em tempos patriarcais. Porém, a ênfase bíblica sobressai-se ao propósito de a mulher ter sido criada por Deus: Não é por acaso que somos mulheres! Antes de chegarmos a uma resposta mais concreta, nos concentraremos um pouco nessa ênfase bíblica.

No princípio, ao completar a criação do mundo, Deus viu que tudo era bom, mas atentou para algo que não o era: a solidão do homem. Faltava, então, algo para que os Seus olhos, quando contemplassem o que já havia feito, Lhes dessem a percepção de que tudo era muito bom. A providência divina para a criação inacabada foi justamente a mulher, pois Ele disse: “Far-lhe-ei uma auxiliadora que lhe seja idônea” (Gn 2:18b). O homem precisava de uma ajudadora, alguém à sua altura, que o auxiliasse, e essa ideia veio da mente de Deus. Sobre isto, Wanda de Assumpção diz:

“Ao dizer que estaria fazendo uma auxiliadora, ou ajudadora, idônea para o homem, Deus usou uma palavra que significa no original, aquele que cerca, protege, ajuda ou socorre. Somente em duas passagens esse termo é usado para se referir à mulher. Em todos os outros, é usado para se referir a Deus, o ajudador do seu povo. Deus criou a mulher com certas características que seriam necessárias para que o mundo fosse administrado da forma sábia e perfeita, o que estaria de acordo com a sabedoria e perfeição da criação de Deus.” 

É interessante quando vemos que a palavra usada para a mulher em relação ao seu marido é a mesma usada para Deus em relação ao Seu povo. Ele é Aquele que auxilia e cuida de nossas vidas, e compartilhou com a mulher esta função, a fim de trazer uma maior glória ao Seu nome. Ele também lhe deu características únicas que a distingue do homen, assim como o homem possui características únicas em seu ser, visando a complementariedade deles. A união dos dois proporciona o que chamamos de casamento. “Deixará o homem pai e mãe, e unir-se-á à sua mulher, e serão os dois uma só carne” (Gn 2:24).

É importante ressaltar que ambos estão em pé de igualdade diante de Deus, sendo diferentes apenas no desempenho de suas funções. A função da mulher dentro do casamento está voltada para o seu marido. Ela está ciente da sua autoridade e o respeita, se esforçando para contribuir para o seu ministério e para que a imagem de Cristo seja cada vez mais difundida nele. Antes de qualquer coisa ela é uma esposa. Mas ela também foi agraciada por Deus com a capacidade de gerar filhos em seu ventre e, nesse contexto, ela tem a função de cuidar deles, de criá-los, instruindo-os sempre no caminho da verdade. Em outras palavras, ela também é uma mãe. E além de ser esposa e mãe, Tito 2:5 a orienta para que seja uma boa dona de casa. Esta frase no grego é oikourgos e significa trabalhadoras do lar. Ela cuida de tudo o que se refere ao governo da casa, e assim como a mulher de Provérbios 31, atende ao bom andamento desta casa, administrando-a bem. Nisso estão inclusas as atividades domésticas.

Retornando à pergunta do início, se a mulher pode ou não trabalhar fora de casa, e analisando-a à luz de todos estes fatos, entendemos que sim, ela pode, sem sombras de dúvida, mas desde que essas funções elementares de sua vida não sejam negligenciadas. Primariamente Deus criou a mulher para viver segundo o Seus gloriosos propósitos, e tudo o que prejudica o andamento da casa, seu relacionamento com o marido e o cuidado com os filhos precisa ser deixado, mesmo que isso envolva um certo custo.

Sei que muitas ao lerem essas coisas podem pensar consigo mesmas que não pretendem viver assim, pois têm em suas mentes que por serem esposa, mãe e dona de casa estarão desperdiçando a sua vida. Isto porque somos altamente influenciadas pelo que o feminismo nos diz. Simone de Beauvoir, um grande nome deste movimento, já comentou que: 

“O trabalho que a mulher exerce dentro do lar não lhe confere autonomia”.

Mas, quem somos nós para acertarmos o nosso próprio meio de ser feliz? Se ele existe, nunca estará em nós, mas Naquele que nos deu a existência! Porque há tantas famílias desestruturadas hoje em dia? Porque existem tantos maridos e esposas infelizes, filhos mal formados, e casamentos rumo ao desalento? Não podemos negar que parte disso é culpa nossa, porque ainda não somos tão cautelosas em nossas funções, trazendo assim consequências sobre nós mesmas, e sobre os que estão à nossa volta. Se uma mulher não deseja exercer essas funções primordiais, segundo o ensino bíblico, o ideal é que não case, pois tornará a própria vida e a do marido desajustada e infeliz.

Aproveitemos a nossa liberdade não para vivermos conforme o mundo diz que vivamos, nem olhando para dentro de nós, a fim de descobrir o que o nosso coração deseja, mas atentando para o que o nosso Criador nos diz. Ele nos presenteou com o dom da feminilidade e talvez esteja usando esse tempo para que possamos influenciar este mundo de uma forma que ainda não influenciamos, mas não com a nossa própria autonomia e vontade, e sim com a glória e vontade Dele, sendo nós o que somos: mulheres!

Thayse Fernandes


14 comentários:

  1. Que Texto Maravilhoso. Parabéns, e que o Eterno continue a abençoando!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada pelas palavras, são incentivo.

      Que Ele te abençoe também!

      Abraço!

      Excluir
  2. Excelente artigo! Tenho me confrontado muito a respeito do feminismo, tive que apresentar alguns trabalhos na faculdade sobre Gênero e minha parte era justamente os tipos de feminismos existentes hoje e fiquei chocada! Com isso comecei ficar preocupada referente a minha posição como cristã, pois eu precisava apresentar um bom trabalho mas não podia colocar minha opinião e foi dando um nó dentro da minha cabeça. Mas consegui apresentar o trabalho e com a ajuda de umas postagens sobre o feminismo x bíblia consegui me tranquilizar e com este texto deu pra refletir bastante que Nosso Deus continue trazendo luz para sua mente !

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Amém, Michele! Realmente a influência feminista é grande, e muitas vezes nem damos conta disso. Que o Senhor continue nos iluminando à luz de Sua perfeita vontade. Obrigada!

      Abraço!

      Excluir
  3. Texto liiindo! Cada vez mais encantada com esse blogger. Que Deus abençoe muitíssimo!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada Débora!

      Glória a Deus pela edificação proporcionada. Que Ele te abençoe também.

      Abraço!

      Excluir
  4. Muito bom texto. Graças a Deus por suas sábias e inspiradoras palavras. Que Deus, nosso Senhor as abençoe cada vez mais, afim nos abençoarem também. Muito obrigada. Vocês têm trazido muita alegria e conforto ao meu coração que muitas vezes é confrontado com o "feminismo radical" que me rodeia quase todos os dias. Não sou a favor dos direitos iguais e muito menos a favor do Feminismo, graças a Deus, pela força que esses textos me têm dado. Deus as abençoe hoje e eternamente.

    A paz!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Nsauise

      Somos gratas pelas palavras e nos alegramos bastante! Glória a Deus pela edificação, e por nos conceder o privilégio de sermos usadas como Seus instrumentos! Que Ele continue nos ajudando a sempre progredirmos em Sua vontade.

      Deus te abençoe
      Abraço!

      Excluir
  5. Amém como foi edificante lê esse texto!! Sou Assistente Social e convívio diariamente com esse fundamentalismo chamado feminismo e quando as pessoas me perguntam se sou feminista sempre respondo sou Cristã acima de tudo sempre. Muitos não entendem, mais creio que agora com esse texto posso explicar de forma mais simples o meu posicionamento. Bjss amei 😍😍 Passa no meu blog para conhecer tbm!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada Jaci!

      Muitos podem não nos valorizar por buscarmos ser mulheres bíblicas, mas podemos ter a certeza de que encontramos o nosso real valor em Deus!

      Que Ele te abençoe
      Abraço!

      Excluir
  6. Texto muito esclarecedor! Que Deus continue lhe usando! Deus abençoe!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Amém Thayse! Obrigada.

      Que Ele te abençoe também.
      Abraço.

      Excluir
  7. Texto abençoado!Deus continue a derramar sua bênção sobre vocês

    ResponderExcluir
  8. Amém Renata! Precisamos sempre da benção do Senhor para sermos usadas, para o louvor da Sua glória. Que a benção Dele esteja sobre sua vida.

    Abraço!

    ResponderExcluir

Poderá gostar também

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...