23 de janeiro de 2017

Procrastinação: O ato de deixar as coisas para depois


“Deixa para amanhã!”, “segunda-feira começo”, “próxima semana faço”... Quem nunca disse alguma dessas frases em sua vida, ou alguma semelhante a essas?  O adiamento de ações é conhecido como procrastinação, e ela está inserida em nossa cultura de uma maneira tão explícita e contumaz, que passamos a reputá-la como algo normal e, inclusive, como parte de nós. Desde o “soneca” do despertador para levantarmos, até ao fim do dia, quando atentamos para o que teríamos que fazer, que não conseguimos; tudo isso confirma que os nossos dias possuem algum grau de procrastinação, e que estamos mais imersas nela do que queríamos estar.

Normalmente, não gostamos de procrastinar. Pois a procrastinação não nos deixa bem: ela nos gera culpa, ansiedade, baixa autoestima, podendo, em seus níveis maiores, afetar a nossa saúde, em qualquer âmbito, seja emocional, físico ou espiritual.

Tardamos no cumprimento de tarefas que consideramos importantes, algumas delas ficando para um período muito curto de concretização, e isso nos traz fadiga emocional. Tardamos na efetuação de nossos deveres, ou até tentamos efetuá-los, mas a nossa vontade não está ali, e assim desviamos para nos ocupar com outras coisas menos importantes, mas que nos dão prazer. E assim o tempo que passa e que não volta mais, é usado com o que não é essencial, portanto, desperdiçado.

Nossa vida espiritual não está isenta de situações semelhantes: tardamos no nosso desempenho quanto aos meios de graça nos proporcionado pelo Senhor, como a leitura e meditação das Escrituras, a oração e a comunhão com os santos. O Pastor Josemar Bessa disse que a procrastinação é provavelmente a maior ladra de nossas vidas, e:

“Um dos maiores inimigos que você terá que enfrentar, se almeja glorificar a Deus com sua vida. Ela é simpática, cativante - você sem perceber, logo a estará defendendo. Procrastinação. Sua especialidade? Roubar tempo e incentivo. Ela vem e troca valores inestimáveis,- nascidos no coração de Deus - por substitutos fajutos: desculpas, racionalizações, promessas vazias, embaraço e culpa.”¹

Quais seriam as possíveis causas da procrastinação em nosso meio? Primeiramente, uma das maiores causas seria a falta de prazer imediato naquilo que temos que fazer. Talvez, nenhum prazer nos seja proporcionado, e isso dificulta a eficácia no desempenho de algo. Outra causa poderia ser a de considerarmos esse algo muito difícil e trabalhoso, ou até por não acreditarmos que conseguiremos superá-lo. Enfim, podem existir várias outras causas, como a impulsividade, a facilidade de distrações, a falta de motivação ou de bem-estar, etc. O objetivo desse texto não é estudar a fundo sobre o que é e porque existe procrastinação, mas sobre aquilo que podemos fazer para combatê-la. Abaixo veremos cinco passos que nos ajudarão a desarmarmos essa ladra:

1- Priorize o essencial

Enumere suas tarefas de acordo com o seu grau de importância, priorize o essencial. É normal que queiramos enumerar muitas coisas, mas que primeiro conheçamos os nossos limites, até onde conseguimos ir, e que não desvalemos aquelas coisas que são as mais significativas. É verdade que não podemos abraçar o mundo inteiro com os nossos braços, assim, às vezes será necessário abrirmos mão de algumas coisas, para que outras não sejam prejudicadas. Façamos uma coisa de cada vez, atentando para as mais importantes dentre elas. E que não esqueçamos daquilo que é primordial na vida de um cristão: o nosso relacionamento com Deus! (Mt 6:33), que independente de quão corrido o nosso dia possa ser, que nos lembremos Dele, que O priorizemos, e isso, só nos trará bem. Martinho Lutero, além de ser um grande pregador e anelante da Palavra, foi um grande homem de oração, e ele dizia que:

“Se eu não empregar duas horas em oração todas as manhãs, o diabo terá vitória o dia inteiro. E tenho tanto trabalho que não posso realizá-lo sem gastar três horas diariamente em oração”².

E quando ele tinha um dia mais atarefado que o normal, ele dobrava o seu tempo de oração, porque senão teria dificuldades de enfrentar esse dia. Deus era sua prioridade, e ele tinha plena ciência de que era inteiramente dependente dEle!

2- Comece

Planejamos e planejamos, mas só isso não é suficiente. Metas enumeradas, enquanto não colocadas em prática, são apenas metas. Precisamos cumprir, e o tempo é: AGORA! Saiamos da nossa zona de conforto, seguindo rumo elas. Se estamos acostumadas a procrastinar, é evidente que não mudaremos da noite para o dia, mas o começo é indispensável para a mudança. E é preciso disposição para não continuarmos mais sendo as mesmas. Não adiemos mais, comecemos o quanto antes.

O salmista disse:

"Apressei-me, e não me detive, a observar os teus mandamentos." (Sl 119:60)

Apressemo-nos, contudo, em buscá-Lo! Em amá-Lo e servi-Lo; remindo o tempo, porque os dias são maus (Ef 5:16). O Senhor se deixa ser achado por nós, quando O buscamos de todo o coração (Jr 29:13) e, enquanto tivermos oportunidades, que nos voltemos para Ele, no tempo que se chama: HOJE.

3- Tenha disciplina

A disciplina é indispensável para mantermos o foco nos objetivos, sem nos desviarmos deles. Pessoas indisciplinadas possuem grande dificuldade de se submeterem a regras estabelecidas.

Antes de sermos disciplinadas em relação aos outros, é essencial sermos disciplinadas conosco, naquilo que estabelecemos, que visamos realizar, independente do que aconteça nesse intervalo entre plano e realização. Muitas distrações também aparecem, e uma pessoa disciplinada precisa lidar com elas. Descubra o que te faz desconcentrar com facilidade e frequência, a fim de aprender a evitar essa distração, e se manter focada. Pode ser a internet, redes sociais, televisão, ou qualquer outra, e que contra as tais, concentre a sua maior resistência.

 4- Atente para as recompensas

A percepção de que valerá a pena o nosso esforço, tendo em vista as recompensas, nos servem de motivação para progredirmos. Não caminhamos sem rumo, conduzidas pelos marasmos; temos um alvo, e progredimos em direção a ele, e a lembrança das recompensas nos servirão de estímulo para esse progresso. Conseguir obter o peso ideal, ou aquele sonho idealizado, passar naquela prova, ou ser uma pessoa melhor, são exemplos de metas, que são fruto de nossos desejos e sonhos intrínsecos, que somente acontecerão se lutarmos por eles. Ninguém poderá fazer por você, ou para você, aquilo que lhe compete; atente para isso e se esforce. Lembre-se das recompensas, e fuja da procrastinação.

Quando cito alvo e recompensa, é fácil lembrar do que se refere à nossa vida cristã, no maior alvo de nossas vidas, ou que pelo menos deve ser: Glorificar a Deus, e progredir em conhecimento e em satisfação nEle. E a maior recompensa não será uma coisa, ou um estado, mas uma Pessoa: Ele mesmo! Vale a pena todo esforço e dedicação vale a pena toda a disciplina que exigimos de nós mesmas, quando o que conseguiremos é infinitamente maior e mais precioso do que nós, e de tudo o mais que existe: o próprio Deus!

 5- Se possível, peça ajuda

Pedir ajuda a um amigo, ou a algumas pessoas, para conseguir cumprir nossas metas, pode ser muito eficaz. É mais fácil cumprirmos nossos deveres quando sabemos que precisaremos prestar contas a alguém.

É grandioso ter com quem dialogar, contar do nosso andamento, das dificuldades e avanços, recebendo auxílio e incentivo naquilo que temos dificuldade.  Se necessário, que recorremos a alguém para conseguirmos vencer a procrastinação.

E lembremos que, antes do nosso Senhor ascender aos céus, Ele disse: “Eu rogarei ao Pai, e ele vos dará outro Consolador, a fim de que esteja para sempre convosco.” (Jo 14:16). Temos um Ajudador, um Consolador, o Espírito Santo! Ele trabalha em nós, e por meio de nós, nos auxiliando naquilo que não seríamos capazes de realizar sozinhas. Peçamos sempre ajuda a Ele!

Vimos cinco passos para combatermos a procrastinação, mas vale salientar que não é definitivamente errado deixar algo para depois, isso em algum momento pode até ser necessário. Nem todo atraso é procrastinação, embora toda procrastinação seja um atraso. Porém, que não vivamos mais aflitas com esse mal que nos persegue, vençamos a procrastinação na dependência da graça, sendo sóbrias nesse mundo, e avançando na glória do nosso Deus, enquanto assim pudermos.


Thayse Fernandes

¹ www.josemarbessa.com/2010/06/fazenda-do-orson-e-o-clube-da.html
²  www.monergismo.com/textos/livros/poder_oracao_bounds_livro.pdf

10 comentários:

  1. Parabéns a todos que trabalham pra esse blog fluir. Tem abençoado grandemente a minha vida. Que Deus abençoe vocês com mais sabedoria todos os dias! :)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Victória.

      Amém!!! Obrigada pelas palavras de estímulo! Que o Senhor te abençoe também, e continue te edificando, nEle.

      Abraço!

      Excluir
  2. Parabéns. Por cada publicação todas elas mm ensina sempre.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Amém, Francisca!

      Que o Senhor continue te ensinando, te abençoando.

      Abraço

      Excluir
  3. Procrastinação é algo bem dificil de vencer e realmente é um dos maiores impecilhos nos dias de hoje.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Isso mesmo, nos traz muitos prejuízos, precisamos lidar com isso, urgentemente.

      Um abraço!

      Excluir
  4. Muito edificante esse texto. Como preciso vencer está etapa. Que Deus nos capacite. Um grande abraço. E Parabéns pelo Blog.

    ResponderExcluir
  5. Texto muito edificante. Estou na luta contra a procrastinação. Que Deus nos capacite. Um grande abraço. O blog é uma benção!

    ResponderExcluir