9 de janeiro de 2017

Rendendo-se ao tempo de Deus


Estamos inseridas na geração do instantâneo, ou seja, todo trabalho, cargo ou qualquer outro desejo que venhamos a ter deve ser produzido subitamente. Dito isto, concretizar tais objetivos é um trabalho árduo, isto por que os dias arrastam-se, as horas rolam preguiçosamente e a vida parece tão vazia, tão efêmera e eis que surge um ideal errôneo e contrário ao propósito de Deus, quando muitos querem “ajudar” ao Senhor pautados por sua pequenez e limitação. A Palavra de Deus assevera que “Assim como tu não sabes o caminho do vento; nem como se formam os ossos no ventre da mulher grávida, assim também não sabes as obras de Deus, que faz todas as coisas” (Eclesiastes 11.5). Portanto, o Deus absolutamente imutável não precisa de nenhuma astúcia precária e limitada nossa, mas como servas idôneas nossa obrigação é de seguir e amar seus desígnios.

Um grande exemplo de serva piedosa, portadora de um relacionamento íntimo e sincero com Deus, e que compreendeu que o tempo necessário para realizar seus propósitos era o do Senhor e não o dela foi Ana. No contexto histórico de sua época a mulher que fosse estéril era rejeitada e marginalizada pela sociedade como também por seu próprio marido. Entretanto, Elcana marido de Ana, era um homem piedoso e compreensivo (1 Samuel 1.8), pois estava sempre disposto a ajudá-la nos momentos em que sua frágil alma desfigurava-se por não concretizar seu sonho em ser mãe. Todavia, Ana busca refúgio em suas petições ao Senhor, e assim no tempo determinado por Deus, Ana concebe seu primeiro filho Samuel (1 Samuel 1.20). Por conseguinte a mulher piedosa supracitada confiou no tempo de Deus e esperou com fé e paciência, crendo na grandeza de Deus e na sua graça de levantar os humildes e insignificantes para confundir os fortes e os sábios (1 Coríntios 1.27-28).  

Destarte, que render-se ao tempo do Senhor é compreender que é por meio da obediência aceitar o tempo estabelecido por Deus e assim esperar pacientemente como o salmista assevera: “Esperei com paciência no Senhor, e ele se inclinou para mim, e ouviu o meu clamor.” Salmos 40:1. Pois, Deus determina a todos aqueles que se humilharem e viverem conforme o senhorio de Cristo Jesus, sob a forte mão do Senhor, no tempo de Deus será agraciado (1 Pedro 5.6), também é possível apreciarmos que se pedirmos alguma coisa segundo a sua vontade Ele nos ouvirá (1 João 5.14). Portanto, esta é a confiança que temos ao relacionarmos com o Deus criador e executor de nossa salvação de que no tempo predestinado e conforme a sua perfeita vontade Ele responderá as nossas orações.

Por conseguinte, render-se ao tempo de Deus é saber que para todas as coisas tem o seu próprio tempo, crendo que o seu Maestro é o executor e autor de cada desígnio predestinado e regozijaremos no tempo próprio estabelecido pelo Senhor que cuidará soberanamente de nossas necessidades. Dessa maneira, façamos como a serva Ana, mulher piedosa que esperou e rendeu-se ao tempo do Senhor. Pois, como servas piedosas nosso deleite estar no Criador do universo que tem poder de administrar seus intentos sob nossas vidas e a sua vontade é boa, perfeita e agradável.


Mysia Rebeca

11 comentários:

  1. Gostei muito do texto!!muito Edificante!!parabéns!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Amém, Patrícia!

      Glória a Deus, obrigada pelas palavras!

      Abraço

      Excluir
  2. Que texto maravilhoso e reflexivo para os dias hodiernos.Com Boa base bíblica.Gostei!!parabéns!!!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Socorro!

      Obrigada!!! Que o Senhor continue te abençoando!

      Abraço

      Excluir
  3. Amém!!! Lindo texto. Deus abençoe esse lindo projeto, pois através de suas vidas, muitas outras vidas são alcançadas. ��

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Amém!

      É muito cativante e grandioso contribuir para a edificação de outras pessoas, com a graça proporcionada pelo Senhor. Obrigada pelas palavras.

      Que Ele te abençoe!

      Excluir
  4. Que texto maravilhoso! Glória a Deus!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Amém, Camila!

      Obrigada pelo carinho. Que o Senhor te abençoe!

      Excluir
  5. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir