6 de março de 2017

Uma grande dádiva


“Busquei ao Senhor, e ele me respondeu; livrou-me de todos os meus temores. Clamou este pobre, e o Senhor o ouviu; salvou-o de todas as suas angústias.” (Sl 34:4, 6)

Neste salmo específico, Davi se recorda de um livramento que Deus lhe dera quando buscou a Ele, ainda que com todo o medo que o deprimia, e o Senhor o respondeu, o livrando de todos os seus temores. Davi então ao recordar destas coisas O louva, engrandecendo a Ele por tudo o que Ele é e faz em favor dos seus. Ele diz que:

“Os olhos do Senhor estão sobre os justos, e os seus ouvidos estão atentos ao seu clamor.” (Sl 34:15)

É maravilhoso saber que podemos recorrer ao Senhor, estando certos de que os Seus olhos estão sobre as nossas vidas, e os Seus ouvidos atentos ao nosso clamor!  A oração é sem sombra de dúvida uma das maiores dádivas nos concedida em Sua graça abundante e em Seu amor paternal. Podemos sempre recorrer a Ele em oração!
Podemos recorrer a Ele sem nenhum impedimento, porque aquilo que impedia o pecador da aproximação com o Santo Deus foi removido em Cristo Jesus.  Deus nos aceita em Cristo, e nos traz de volta para Ele mesmo. Embora, outrora, estivéssemos perdidos, mortos em nossos delitos e pecados, em Cristo podemos ser reconciliados com Deus, justificados e aceitos por Ele, não por nenhum mérito nosso, mas mediante Sua graça. Temos livre acesso ao Trono da graça, porque Alguém um dia morreu a nossa morte, sendo o nosso substituto e mediador de uma nova aliança.
Podemos recorrer a Ele em qualquer lugar que estivermos, pois o Senhor não se limita a um espaço físico, visto que Ele é espírito (Jo 4:24).  Não precisamos subir a um monte a fim de encontrá-Lo, nem a algum templo (At 17:24), pois Ele vive em nós. O Senhor está perto de todos os que tem o coração quebrantado (Sl 34:18) e “não está longe de cada um de nós” (At 17:27), em outras palavras, podemos encontrá-Lo, onde quer que estivermos e a qualquer hora do dia;  e isso é um imenso privilégio.
Podemos recorrer a Ele apesar de todas as nossas debilidades e fraquezas. Como dito anteriormente, Davi estava com medo, até que buscou ao Senhor e foi livre de seus temores. Essa é a segurança que temos, de que não seremos rejeitados pelo nosso Pai, independente de como estejamos! Podemos recorrer a Ele com todos os nossos medos, com todas as nossas angústias e tristezas, sabendo que a Sua presença será o bálsamo para as nossas feridas e alívio para nossa dor. Nele encontraremos o descanso para as nossas almas cansadas e uma paz que não se abala com as circunstâncias. Podemos recorrer a Ele com todas as nossas dúvidas, sabendo que Ele nos conhece, antes mesmo de O contarmos o que há lá dentro do nosso fraco coração, e nos trará novamente a fé. Podemos recorrer a Ele com todos os nossos pecados, ainda que nos sintamos as mais sujas e indignas, sabendo que sairemos limpas e transbordantes de Seu perdão e misericórdia. Podemos ir ao Senhor sabendo que nunca voltaremos as mesmas, porque a Sua presença muda todas as coisas, e nos faz não ter falta de mais nada!
“Temei ao Senhor, vós, os seus santos, pois não tem falta alguma aqueles que o temem.” (Sl 34:9)
Ana certa vez fez uma oração, quando estava profundamente triste e amargurada, porque era assolada constantemente pela sua rival e carregava o fardo de não poder dar filhos ao seu marido. Ela orou ao Senhor, chorando muitíssimo, e embora saísse dali sem filhos e com a mesma vida, o seu semblante já não era triste (I Sm 1:18). Deus confortou Ana, de modo que ela pôde continuar o seu caminho não mais como antes, e no devido tempo Ele atendeu a sua petição, lhe concedendo o filho que tanto almejava.
O Senhor não nos desampara, Ele nos acolhe. Ele não desvia os Seus olhos nem sequer por um momento de Seus amados filhos, e bem-aventurados são todos os que nele se refugiam.
“Provai e vede que o Senhor é bom; bem-aventurado o homem que nele se refugia.” (Sl 34:8)

É porque o Senhor é bom, e por tudo o que Ele é, nunca pelo o que somos. É por causa do que Ele faz que nos regozijamos e O adoramos, não pelo o que nós fazemos. Ele nos dá a certeza de que sempre podemos nos dirigir a Ele em oração, nos fazendo estar seguras de que tudo o que precisamos encontramos Nele, pois Ele é tudo o que precisamos, e, ainda mais: Ele é tudo o que nós mesmas temos!

Thayse Fernandes

2 comentários: