19 de junho de 2017

A piedade como verdadeira riqueza


“De fato, a piedade acompanhada de satisfação é grande fonte de lucro”
1Timóteo 6.6

Conforme o contexto histórico, o jovem Timóteo morava na cidade asiática de Listra, e era filho de uma judia crente e um pai grego (Atos 16:1-2). Na segunda viagem missionária do apóstolo Paulo, passando por Listra, devido ao bom testemunho dos irmãos sobre Timóteo, o apóstolo decidiu levá-lo consigo para o trabalho da pregação do evangelho (Atos 16:2-4). Paulo mostra grande respeito, confiança, e amor por Timóteo, uma vez que o pai do jovem não era cristão, o apóstolo logo se tornou como um pai na fé para este discípulo (1Timóteo 1:2). Dito isto, o jovem discípulo foi enviado para a cidade de Éfeso, cujo labor era adverti aos cristãos de que não ensinassem nenhuma doutrina que não seja o evangelho Redentor de Jesus Cristo (1Timóteo 1:3).  Na primeira carta do apóstolo Paulo a Timóteo, com o propósito de ajudá-lo a combater o ensino dos falsos mestres, Paulo ensina a Timóteo "como se deve proceder na casa de Deus" (1 Timóteo 3:15). Sendo assim, o jovem Timóteo passa a ensinar e ordenar os mandamentos de Deus aos irmãos daquela igreja (1Timóteo 4:6,11,16).

A ênfase do apóstolo Paulo nas cartas a Timóteo está sempre voltada à palavra de Deus. Isto porque a cidade de Éfeso era marcada por um forte misticismo e ostensiva idolatria. Hospedava uma das sete maravilhas do mundo antigo, o templo de Diana, a deusa dos instintos sexuais. O pastor Hernandes Dias Lopes em seu livro “1 Timóteo O pastor, sua vida e sua obra”, assevera que: “Paulo enfrentou feras e lutas maiores do que suas forças, mas experimentou também um poderoso reavivamento espiritual. As pessoas se convertiam em massa e vinham publicamente denunciar suas obras. Queimavam seus livros de ocultismo em praça pública, e dessa forma a Palavra de Deus prevalecia na cidade.” (2014, p.30). Por meio dessa dificuldade, Deus agiu poderosamente e muitas pessoas confessaram Jesus como Senhor e Salvador de suas vidas e assim, o evangelho irradiou-se por toda a Ásia.  

Concomitantemente, percebe-se que o apelo do apóstolo Paulo para o jovem Timóteo foi sobre o embasamento bíblico para que a igreja estivesse alicerçada na Sã Doutrina e assim combatessem os falsos ensinamentos. Atualmente vivermos no mundo da pós-modernidade construído pelo imediatismo e secularização, onde a verdade não é mais absoluta, e dessa maneira, a Palavra Imutável de Deus, vem sendo bombardeada a todo o momento. Todavia, somos chamadas a santidade (1 Pedro 1:15-16) e assim o nosso desejo constitui em servir com zelo, pureza e piedade de acordo com os preceitos de nosso Deus.

Compreende-se, portanto, que no versículo supracitado, o amado apóstolo assevera que a piedade é grande fonte de lucro (1Timóteo 6.6), isto porque a verdadeira riqueza não são os bens materiais, mas  consiste em conhecer ao Senhor de tal maneira que o nosso coração anseia avidamente por seus ensinamentos, quando vem as tribulações e a nossa alma encontra refúgio na fortaleza que é o Senhor, e por fim, a piedade como verdadeira riqueza é vista quando o desejo em conhecer ao Senhor e amar seus princípios permite abdicarmos de nossa natureza egocêntrica para que venhamos dia após dia desfrutar de um relacionamento íntimo e profundo com o Autor e Consumador de nossas vidas, Jesus Cristo. Por conseguinte, uma vez que somos filhas de Deus e co-herdeiras com Cristo, tornamo-nos participantes de seus sofrimentos (Romanos 8:17) e assim, nos é imposta a missão de conhecer com lucidez, profundidade e graça a Sã Doutrina, para que venhamos a testemunhar em nossa comunidade o caráter de uma serva piedosa, bem como evitar os falsos ensinamentos. 


Mysia Rebeca
________________

LOPES, Hernandes Dias. 1Timóteo: o pastor, sua vida e sua obra. São Paulo : Hagnos, 2014.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Poderá gostar também

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...